Entre os alunos do “Colégio Nazaré” em Santo Domingo

A Mãe de Deus de Częstochowa, presente na peregrinação pelo mundo no Ícone, por duas semanas inteiras freqüentava o Colégio. Nos dias 18 de agosto, sábado e 2 de setembro, domingo visitava o “Colégio Nazaré”. Os estudantes tinham a possibilidade de rezar diante do Ícone da Virgem, na Capela do próprio Colégio.

O coordenador internacional da Peregrinação “de Oceano a Oceano” Lech Kowalewski o qual visitava justamente o Equador, de uma maneira muito interessante, conseguiu esclarecer aos estudantes a História da Mãe de Deus Rainha da Polônia, presente no Ícone de Częstochowa. Aproximou também a antiga grafia da linguagem icônica, esclarecendo simbolicamente o sentido e o significado de certas maneiras, gestos e cores especiais. Todos os alunos receberam cartões com a imagem da Mãe de Deus com a oração de São João Paulo II, da Encíclica “Evangelium Vitae” a qual foi preparada pela Diocese de São Domingos.

Durante duas semanas quando a Mãe de Deus de Częstochowa permaneceu na escola “Nazaré” diariamente era visitada pela ordem, por grupos de estudantes os quais elevavam à Virgem  preces pelas intenções pessoais. O Catequista local, com muita paciência, esclarecia o significado da língua icônica e eles o ouviam com grande recolhimento como discípulos de Maria e guardavam tudo nos seus corações.

No domingo, 27 de agosto, era um dia de grande solenidade. A escola comemorava o “Dia da Família”. Nessa ocasião, a Missa foi celebrada ao ar livre. A visita especial era o Ícone da Mãe de Deus de Częstochowa. Depois da celebração da Eucaristia, muitas pessoas aproximavam-se do Íconeda Virgem para tocá-la com muita devoção, fazer uma prece e para ter uma lembrança, uma foto da Mãe de Deus.

Para o padre Giovannirgo Alava, essa experiência foi uma ótima ocasião para obter mais informações sobre a Mãe do Salvador e sobre a tradição icônica, pois essas questões são pouco conhecidas no Equador.