Marcha pela Vida com Nossa Senhora em Santo Domingo de Los Colorados

A Festa da Anunciação, 25 de março, cai exatamente nove meses antes do Natal. Nesta data o Equador também celebra o Dia da Santidade da Vida. Para a Marcha pela Vida, os equatorianos tiveram uma convidada especial, Nossa Senhora de Czestochowa, que tinha acabado de chegar em Santo Domingo de Los Colorados. Foram realizadas marchas semelhantes em nove dioceses do Equador, pela primeira vez para Santo Domingo.

 

A marcha estava previsto para começar às 13h00, mas a partir de meio-dia os participantes estavam rezando na igreja paroquial localizado no centro da cidade, onde o ícone foi colocado sobre o altar da noite anterior. Outros se reuniram na praça em frente à igreja.

Levaram banners de diferentes tamanhos: pequeno, grande, enorme, e também um grande número de balões: azul, branco e vermelho. Era evidente que a preparação tinha sido minuciosa.

Vários caminhões foram decorados apropriados para a ocasião, um deles tinha uma criança no ventre materno. Havia uma grande quantidade de jovens vestindo camisetas pró-vida.

Outro caminhão se tornou uma cena de música em movimento. Os jovens cantaram e gritavam no ritmo dos temas. Eles cantaram, dançaram e, acima de tudo trouxe uma atmosfera dinâmica e animada.

Pouco antes de começar a marcha, o ícone foi retirado da igreja. Quando ela apareceu na porta, Nossa Senhora foi recebida com aplausos e vivas.

Nossa Senhora de Czestochowa em sua Mama-Movel foi a cabeça da marcha.

A frente dela ia uma escolta de cavalo com símbolos da Divina Misericórdia. O Movimento Ação da Divina Misericórdia foi encarregado de adaptar a van que levava o ícone.

Atrás do cavalo que estava escoltando havia uma caminhoneta com uma banda de música, e um jovem líder pró-vida encorajava as pessoas por meio de grandes alto-falantes.

Mais de três mil pessoas participaram da marcha. "Viva a Vida!" continuamente era repetida com todos os tipos de variações e ritmos. Os organizadores recitaram o Santo Rosário. Eles também fizeram referencia à criança concebida, o drama do aborto e a proteção da família.

Um dos momentos mais emocionantes foi quando se ouviu nos alto-falantes o coração de uma criança com 20 dias de concepção. Naquele momento, todos os participantes se ajoelharam onde estavam, na rua, na calçada, no gramado... E essa batida do coração encheu o silêncio enquanto oravam pela a vida.

Nas calçadas, havia um monte de pessoas nas lojas. Havia famílias de várias gerações. A maioria dos espectadores assistiram com grande interesse e aprovação.

A rota da marcha foi bastante longa e terminou na catedral bonita e moderna do Bom Pastor. A multidão encheua igreja. Czestochowa, iluminada, foi colocada ao lado do presbitério.

A missa solene foi presidida pelo Bispo da Diocese de Santo Domingo, Bispo Bertram Wick, com 20 sacerdotes. No final da liturgia, um coro de jovens cantou a canção de encontro do Santo Padre São Joao Paulo II com as famílias no Rio de Janeiro. A continuação se renovou com o Ato de Consagração do Equador ao Sagrado Coração de Jesus, que todos os fiéis recitaram. Lembre-se que o Equador foi o primeiro país dedicado aos cuidados do Sagrado Coração de Jesus e Maria. Um jovem casal, ela venezuelana e ele colombiano, tiveram muitos problemas, deram um testemunho e apresentaram seu jovem filho nascido no Equador. Eles também agradeceram a ajuda que eles tiveram no país. Em conclusão, a jovem mãe disse que você deve sempre confiar e acreditar em Deus. Ele vai ajudar até mesmo na situação mais difícil.

Bispo Wick abençoou as mulheres grávidas e bebês em seus braços.

No final, todos fizeram uma promessa de Adoção Espiritual de uma criança concebida. Depois da Eucaristia, muitas pessoas aproveitaram a oportunidade para se aproximar do ícone, tocá-lo e fazer uma oração individual.

Nossa Senhora permanecerá na Catedral de Santo Domingo até domingo e então começara a peregrinação por todas as paróquias da diocese.