Na Catedral de Primaz de Quito

O Ícone de Czestochowa que viaja pelo mundo "Do Oceano ao Oceano" permaneceu durante oito dias na Catedral de Primaz de Quito. Os paroquianos que visitaram o templo, a igreja mais importante do Equador, mostraram muito interesse, curiosidade e admiração pelo Ícone.

Monseñor Luis Tapia, Reitor da Catedral, disse que, embora os equatorianos tenham maior veneração a Maria na dedicação da Virgem do Quinche, o Ícone de Nossa Senhora de Czestochowa despertou muita devoção. "Ela nos acompanhou durante as horas da liturgia, a recitação do rosário nas manhãs e a santa eucaristia à tarde", disse ele.

Durante as homilías, foi feita referência à defesa da vida desde a concepção até a morte natural; tentando assim catequizar católicos em questões prioritárias que são muito atuais, especialmente na época em que a legalização de abortos e eutanásia é global.